SANTIAGO

Aproveitando que estava em Buenos Aires, decidi agora visitar este país tão charmoso e encantador que é o Chile. Comecei por Santiago, o que já me rendeu uma vista INCRÍVEL das Cordilheiras e que praticamente valeu toda a visita, a paisagem é realmente deslumbrante!

JUI-27311

Para conhecer as principais atrações do Centro da cidade, você não levará mais do que um dia. Vá de bondinho ao Cerro San Cristóbal, o segundo ponto mais alto de Santiago! Ele fica próximo ao Zoológico da cidade, lá você tem a possibilidade de tocar nos animais. Ao chegar ao topo, saia da área do parque em direção à estrada de acesso, é por ali que você terá a visão mais panorâmica da cidade. Além disso, para chegar lá em cima, você irá conhecer o Funicular, um bondinho de 1925, que leva até a base do topo, deixando você apreciar a vista da cidade e das Cordilheiras! Realmente a vista é de tirar o fôlego. E claro, não deixe de fora, a bela casa-museu de Pablo Neruda, vale muito a visita.

Não deixe de conhecer o Mercado Central. Ele abre todos os dias, até mesmo em feriados. Alguns dos garçons do Donde Augusto, restaurante que ocupa vários pontos nobres do mercado, vão ficar atrás de você tentando vender centolla, o delicioso, e bem caro rs, caranguejo gigante chileno. Se desejar se deliciar, as vielas mais estreitas do mercado escondem restaurantes mais simples, que preparam frutos do mar mais em conta.

Para chegar lá é muito simples, siga de metrô (linha 5/verde até Santa Ana, então uma estação pela linha 2/amarela até Puente Cal y Canto) ou táxi, e pronto, agora eu vou aproveitar que chegou a hora do almoço! Eba! :)

mercado

Depois, vá caminhando até a Plaza de Armas, seguindo ao imperdível Museu Pré-Colombino, que foi reaberto em 2014 depois de fechado por causa do terremoto de 2010. E continue até o Palácio de La Moneda, inaugurado em 1805. Lá é a sede da presidência do Chile e também foi onde cunharam as primeiras moedas independentes. Quem tiver a oportunidade, não perca a troca da guarda, que já virou uma atração turística a parte. Finalize o dia no Cerro Santa Lucía, um parque que ocupa um pequeno morro.

mapa

Uma característica que percebi de cara também foi que Santiago é uma cidade bastante limpa, comparando com outros centros urbanos.

O Centro, que ainda conserva alguns prédios históricos, monopoliza as atrações turísticas, ou seja, várias coisas você consegue fazer a pé e para quem gosta de museus e história, Santiago tem um acervo gigantesco pessoal!

Eu, como Jornalista, adoro história e curiosidades, mas também amo conhecer a culinária local. No final do dia fui conhecer o restaurante Giratório, no bairro de Providencia! É um lugar muito agradável, com uma excelente gastronomia, mas o que torna ele tão especial, é o seu formato redondo com as áreas das mesas que se movem lentamente em volta do centro, o que possibilita uma visão de 360° da cidade de Santiago durante seu almoço ou jantar, simplesmente sensacional amigos :)

restaurante

Outra coisa que todo mundo que visita o Chile quer e precisa fazer é conhecer uma vinícola. As mais próximas podem ser visitadas numa manhã ou numa tarde. Agências locais oferecem tours a todas elas. Indo por conta própria, reserve sua visita.

Fui até o Vale de Casablanca, no caminho de Valparaíso, que se distingue pelos seus vinhos brancos. E fiz um tour Valparaíso e Viña, e conheci trêsgrandes vinícolas do Vale, a Casas del Bosque, que abre diariamente, a  Indómita, que precisa fazer reserva antes, e a famosa e premiada Matetic, que também abre todos os dias.

Segui todo animado para fazer um passeio na montanha, que vale a pena mesmo quando há neve. De julho a setembro a neve é garantida, e as estações estarão funcionando.

Lá existem quatro estações de esqui a pouco mais de 50 km de Santiago, saindo pelo bairro de Las Condes, que leva entre 1h/1h30. A mais alta e mais sofisticada é Valle Nevado, que oferece como atração principal para visitantes um teleférico em cabine fechada que leva a um restaurante no meio das pistas, a 3.200 metros. A mais simples, mas muito divertida, é Farellones, que oferece atividades próprias para quem não esquia. El Colorado é uma opção para quem quer esquiar pagando menos, e La Parva, que tem uma área residencial anexa.

mapa2

Para finalizar minha passagem por Santiago eu decidi ir às compras, quem não gosta dessa parte? ;)

Santiago tem um outlet, o Buenaventura Premium, que fica em Quilicura, aos redores da capital. Para chegar, vá pelo metrô até a estação Vespucio Norte, linha 2-amarela) e lá tome um táxi. Abre de 2ª a sábado das 10h às 20h e domingo das 11h às 19h.

O Chile em época de liquidações, as chamadas rebajas, sugere uma tarde ao garimpo de ofertas de vestuário. Na Avenida Providencia, entre as estações Manoel Montt e Los Leones, concentra as lojas de departamentos e o melhor comércio de rua, e onde também fica localizado o shopping Costanera Center.

A Avenida Alonso de Córdova, em Vitacura, é a Oscar Freire de Santiago, conhecida por suas grifes internacionais poderosas. O trecho mais nobre é o próximo ao entroncamento com a Nueva Costanera, dos restaurantes badalados.

Conhecer a capital inteira não é possível numa viagem só. Aproveite para descobrir um pouco mais do Chile e todas as suas lindas cidades e atrações, a cada visita que você fizer.

O que acham de fazer uma visita ao Chile hein? Eu super recomendo! :) Mas, não esqueça de garantir o seu seguro viagem. Assim, você só vai gastar tempo se divertindo, o que é muito bom.

2 Comments

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *